Quais são os tipos de café existentes?

Dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) indicam que o Brasil é o segundo maior consumidor de café do mundo, com 1,7 milhão de toneladas do produto. O melhor de tudo é que se você conhece quais são os tipos e café, é bem provável que encontre praticamente todos no país.

Considerada uma das bebidas mais tradicionais dos brasileiros, o café está presente no nosso dia a dia das mais diversas formas, inclusive no escritório, podendo aumentar a produtividade no trabalho – e com uma ampla variedade. Seja o café em pó ou em cápsulas, o fato é que existe mais de uma dezena de sabores e aromas para serem degustados.

Quais são os tipos de café que existem?

Basicamente, existem dois tipos de grãos que podem ser usados na produção de café: o Arábica (Coffea arabica) e o Robusta (Coffea canéfora). O primeiro é originário da Etiópia. Essa planta tem como característica ter 50% menos cafeína, mas o sabor é considerado especial. Por essa razão, é a opção mais indicado quando se fala de bebidas gourmet.

Já os grãos do tipo Robusta dão origem a cafés mais fortes e com gosto mais amargo. Originária da África Ocidental, ela é amplamente cultivada no Brasil e está presente na composição da maioria dos cafés instantâneos. Teor de cafeína entre 2% e 4,5%, finalização prolongada e sabor levemente achocolatado são algumas das características.

A partir desses dois tipos de grãos, abre-se um leque praticamente infinito de possibilidades. Dentro do Arábica, por exemplo, estão os tipos Bourbon, Kona, Catuaí e Acaiá. Nesse aspecto, entra em cena ainda a saborização aplicada pelos fabricantes – algo que é bastante perceptível entre as cápsulas de café.

Cafés em cápsula: ampla variedade

As subdivisões dos tipos de café são bastante extensas, porém, quando entramos no campo dos cafés em cápsula, a variedade aumenta ainda mais. A partir da escolha do grão, os fabricantes definem ainda a categoria à qual aquele café pertence.

Eles podem ser Tradicional (blend de Arábica e Robusta), Superior (blend com mais Arábica do que Robusta), Gourmet (100% Arábica) e Especial (100% Arábica, mas com padrões de qualidade mais rígidos). A partir de então, dentro de cada categoria, os fabricantes são “livres” para criar sabores e variações como bem entenderem.

Isso, é claro, amplia consideravelmente as possibilidades – e os cafés em cápsulas são os grandes responsáveis por popularizar essa ampla variedade de sabores e aromas. Uma mesma marca pode ter até 40 sabores diferentes! Some a isso o fato de que há diversas marcas no mercado e o resultado pode chegar a centenas de tipos de café.

Um mundo de sabores

Ao degustar uma xícara de café, é possível perceber as diversas nuances que tornam essa bebida única. Seja a sua preferência pela acidez, pelo amargor ou pela suavidade, um bom café é aquele encorpado, equilibrado e de sabor intenso. Um bom exemplo disso é a linha de cafés da L’Or.

As variedades disponíveis são as seguintes: Colombia, Papua New Guinea, Onyx, Forza, Suntuoso, Lungo Estremo, Ristretto, Ristretto Descaffeinato, Satinato. As embalagens foram desenvolvidas para manter e preservar as características do café por muito mais tempo, retendo seu aroma e sabor originais.

Para saborear a bebida da melhor forma possível, sugerimos o consumo sem a adição de açúcar, para que não haja alteração do sabor original. Dê preferência ainda a xícaras de cerâmica, pois elas contribuem para a retenção do aroma. Antes de beber o café, misture-o por alguns instantes no copo para que o sabor seja ainda mais ressaltado.

Deguste-o em pequenos goles e deixe o café na boca por alguns segundos antes de engolir. A experiência de tomar um bom café nunca mais será a mesma depois que você seguir essas dicas.

Qual é o seu café preferido?

Como você pode perceber, a variedade de cafés disponíveis no mercado é enorme. Embora em linhas gerais eles sejam subdivididos pelo tipo de grão e pela categoria (Tradicional, Superior, Gourmet e Especial), na prática existem dezenas de variações possíveis – e cada fabricante é livre para explorar combinações de sabores como desejar.

Para aqueles que não conhecem as características dos cafés tão detalhadamente, o melhor a se fazer é provar os diferentes sabores até encontrar aquele que mais agrada ao seu paladar. Há os que prefiram um café mais forte – característica marcante do café brasileiro – enquanto outros se sentem mais à vontade com sabores mais suaves.

Tudo é uma questão de gosto e em casa e no seu escritório você pode ter a oportunidade de provar todos eles. Aliás, essa é uma das grandes vantagens das máquinas de café: elas tornam acessíveis uma ampla variedade de sabores mesmo para aqueles que não são especialistas em fazer café.

Acesse o site da Contabilista e escolha entre as melhores opções de café a que mais combina com o seu escritório.

Fonte(s): Baristo, Café Orfeu, Biosom, Nespresso e Sociedade Nacional de Agricultura